top of page
  • Foto do escritorHeloisa Rocha

Moda com Propósito

Look criado para Casa de Criadores alia funcionalidade com o colorido infantil.


Há algum tempo, a estilista, figurinista e consultora Evlin Mey atende marcas que buscam entender, por meio de pesquisa, criação e desenvolvimento, o universo da moda inclusiva. Além disso, em 2018, ela conquistou o terceiro lugar do concurso de moda inclusiva que, na época, era promovido pela Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo.


Quando soube da collab Moda Inclusiva & Casa de Criadores, Evlin Mey decidiu se inscrever porque, segundo ela, fazia algum tempo que não haviam concursos voltados ao segmento da moda inclusiva e, também, pela grandiosidade que é o tradicional evento de moda.


[...] a Casa de Criadores que tanto abre portas para novos talentos, evidenciando os invisibilizados pela sociedade - indígenas, pretos, trans, etc -, e agora volta a sua atenção às pessoas com deficiência.

O look selecionado de Evlin Mey para desfilar na 53ª edição da Casa de Criadores foi projetado para as pessoas ostomizadas, ou seja, indivíduos que passaram por uma cirurgia intestinal e fazem o uso da bolsa de colostomia. E se trata de um vestido de cores fúcsia (pink) e verde limão, que, além de serem tendência, ajudam a pessoa a identificar ou memorizar o lado em que ela faz o uso da bolsa.


Imagem do busto para cima de Evlin Mey, que sorri sem mostrar os dentes e usa uma camisa de mangas curtas, fundo preto e estampa de bolinhas brancas e laços vermelhos. O fundo da foto é uma parede branca. Evlin é uma mulher magra de pele clara, olhos castanhos e cabelos escuros, ondulados, na altura dos ombros e que, na imagem, estão repartidos para o lado esquerdo da tela, formando uma franja longa e lateral.
Evlin Mey (Arquivo Pessoal)

Para tal identificação, a peça possui, internamente de ambos os lados, bolsos folie para comportar a bolsa de colostomia, atendendo as pessoas que fazem o uso do instrumento coletor tanto do lado direito quanto esquerdo e, também, as permitindo que os pertences sejam guardados no espaço inutilizado.


Outro detalhe inclusivo da peça é a abertura frontal por meio de botões de imã, facilitando o ato de vestir e despir e, também, os momentos de higienização da bolsa de colostomia. E, para completar, a etiqueta do vestido permite que pessoas cegas ou com baixa visão tenham acesso às informações da vestimenta.


Confeccionado com tecido 100% algodão, o vestido possui modelagem ampla, mangas bufantes, decote quadrado e comprimento na altura nos joelhos, trazendo, segundo Evlin Mey, um ar jovial à peça. Quanto às inspirações para a elaboração do vestido, ela diz foram o colorido e as memórias da infância.


Sobre os próximos passos, Evlin Mey espera que a experiência obtida na Casa de Criadores lhe traga, além de aprendizados, visibilidade e que, também, alavanque o segmento nacional da moda inclusiva.

Posts recentes

Ver tudo

T.D.A.H.

コメント


bottom of page